2° Congresso Afro-Brasileiro de 1937: O Encontro entre Edison Carneiro e Camargo Guarnieri

25/7 a 29/9/2019

A exposição apresenta uma seleção do Acervo Histórico da Discoteca Oneyda Alvarenga, objetos e registros colhidos por Camargo Guarnieri durante o 2° Congresso Afro-brasileiro (1937), organizado por Edison Carneiro e Aydano de Couto Ferraz, em Salvador, com o objetivo de esclarecer aspectos político-culturais que marcaram os estudos sobre a cultura negra no Brasil durante a década de 30 do século 20. A exposição faz parte da série Acervo no Centro | Coleção CCSP com intenção de dar visibilidade ao acervo da instituição.
Curadoria: Rafael Sousa – Curadoria de Artes Visuais do CCSP | Curadora: Maria Adelaide Pontes – Arquiteto de exposição: Jeff Keese – Produtora de exposições: Diana Tsonis – Estagiário: Weslei Chagas – Operação de Exposições: Equipe de Manutenção CCSP – Montagem Fina: Arquiprom – Supervisão de Acervo CCSP: Eduardo Navarro – Acervo Histórico da Discoteca Oneyda Alavarega | Coordenação: Rafael Sousa – Documentalista: Marina Siqueira Pozzoli – Conservadora: Andreia Aparecida da Silva – Acondicionamento: Priscilla Gomes – Digitalização: Edney Almeida de Brito

abertura: dia 25/7, quinta, às 18h
terça a sexta, das 10h às 20h, sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h – livre – Piso Flávio de Carvalho
entrada gratuita – sem necessidade de retirada de ingressos

SEMINÁRIO 2° CONGRESSO AFRO-BRASILEIRO
13, 20 e 27/8/2019

Paralelamente à exposição 2° Congresso Afro-Brasileiro: O encontro entre Camargo Guarnieri e Edison Carneiro, o CCSP apresenta um seminário que tem em vista aprofundar o debate em torno desse evento que contou com a participação de Camargo Guarnieri na condição de representante do Departamento de Cultura. O seminário se constituirá de cinco mesas que tratarão de questões relacionadas a esse momento histórico específico e seu desdobramento na contemporaneidade, tais como: repressão cultural e religiosa; produção intelectual atinente aos estudos debatidos em outros congressos afro-brasileiros entre 1930 e 1950; identidade nacional e as políticas patrimoniais.

PROGRAMAÇÃO

13/8/2019
Mesa 1 – Música, identidade e repressão na história dos candomblés
Com: Salomão Jovino da Silva (Fundação Santo André), Anderson d Ogun (Inzo Roce Mokumbo & Roça do Pai Araponga – Awo Nita Ase Batistini) e Angela Lunhuing (UFBA)
13/8, às 17h

20/8/2019
Mesa 2 – O 2° Congresso Afro-Brasileiro e a obra de Edison Carneiro
Com: Luiz Gustavo Rossi (UNICAMP) e Josildeth Gomes Consorte (PUC-SP)
20/8, às 17h

27/8/2019
Mesa 3 – Os Congressos Afro-Brasileiros entre os 1930 e 1950
Com: Gabriel Rocha (Museu Afro)
27/8, às 17h

3/9/2019
Mesa 4 – O Departamento de Cultura no 2° Congresso Afro-Brasileiro: o trabalho de Camargo
Com: Guarnieri Lutero Rodrigues (UNESP) e Klaus Wernet (USP)
3/9, às 17h

Piso Caio Graco – entrada gratuita

10/9/2019
Mesa 5 – Da repressão à patrimonialização da capoeira
Com: Mestre Pinguim – Luiz Antonio Nascimento Cardozo (Núcleo de Artes Afro-Brasileiras da USP) e Leticia Vidor de Sousa Reis (Secretaria de Educação do Estado de São Paulo)
10/9, às 17h

Sala Jardel Filho – entrada gratuita