Andreia Dias

Sem preciosismo, super roots, simples e objetivo. É assim que a cantora e compositora Andreia Dias, que já participou das Bandas Glória e Dona Zica, vem tratando carinhosamente seu mais recente disco, chamado “Prisioneira do amor”, que traz músicas de Rita Lee. Trata-se do lado B de álbuns lançados na década de 70, além de canções da dupla Cilibrinas do Éden, formada em 1973 por Rita, logo depois do seu desligamento do grupo Os Mutantes, com Lúcia Turnbull. Na conversa Andreia comentou sobre o repertório da apresentação que faz aqui no CCSP no dia 9/5/2015. Ouça o bate-papo aqui no +CCSP:

Confira o videoclipe da música “Ovelha Negra”:

Andreia Dias no CCSP
dia 9/5 – sábado – 19h
Depois de três discos solos autorais, a cantora e compositora lança o CD “Prisioneira do amor”, uma releitura do repertório obscuro e psicodélico de Rita Lee do início dos anos 1970, sobretudo “Build Up”, lançado em 1970, e “Hoje é o primeiro dia do resto da sua vida”, de 1972. Este quarto trabalho conta com produção e arranjos de Tim Bernardes, da banda O Terno, e direção artística de Marcus Preto. (90min, livre)
Ingressos: R$20,00 – a venda estará disponível na bilheteria, em seu horário de funcionamento (terça a sábado, das 13h às 21h30; e domingos, das 13h às 20h30), e no site Ingresso Rápido a partir de 30 dias antes do evento
Sala Adoniran Barbosa (622 lugares)

Os discos de Rita Lee, Build Up e Hoje é o primeiro dia do resto da sua vida, encontram-se disponíveis na Discoteca Oneyda Alvarenga, que está comemorando 80 anos

Créditos
Produção: Silvia Machado
Entrevista e edição: Rita Daher
Técnico de som: Eduardo Neves

Confirme sua presença no evento do Facebook

Clique aqui para conhecer a programação de música do CCSP

Tags:, , , , , , , , ,

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *